A solidão adolescente é skyrocketing- é Tech o culpado?

A solidão mundial dos adolescentes aumentou drasticamente na última década, ao longo de um período semelhante à introdução de smartphones.

A solidão adolescente é skyrocketing- é Tech o culpado? 1

A solidão adolescente é skyrocketing- é Tech o culpado?

Um novo relatório publicado no dia 20 de julho no Journal of Adolescence descobriu que a solidão mundialmente adolescente aumentou drasticamente entre 2012 e 2018 e que isso se deve à proliferação de smartphones durante esse período. A pesquisa foi retirada de um estudo com mais de 1 milhão de estudantes de 15 a 16 anos e não foi impactada pela pandemia (como terminou em 2018) que deverá ter um grande impacto no bem-estar adolescente.

O que diz o estudo?

Anteriormente, pesquisas haviam documentado aumentos na solidão e depressão de adolescentes no Reino Unido, EUA e Canadá ao mesmo tempo, mas os fatores que causaram a mudança não foram claros. Este estudo, no entanto, constatou que a solidão dos adolescentes aumentou em 36 dos 37 países estudados durante esse período. Esse aumento constatou que quase o dobro de adolescentes apresentavam altos níveis de solidão em 2018 do que em 2012.

A solidão adolescente é skyrocketing- é Tech o culpado?

Dois fatores associados à forte mente impactante da solidão foram o uso de smartphones, o que resultou em maior solidão, enquanto as taxas de desemprego mais elevadas resultaram em menor solidão, destacando claramente que são telas e acesso a eles, que é a causa principal desse aumento da depressão nos últimos 10 anos.

Este estudo é particularmente marcante, pois a correlação entre o aumento do uso de smartphones e a solidão adolescente não segue apenas um aumento da depressão anteriormente. As taxas de depressão e solidão foram estáveis ou diminuíram nos anos até 2012, marcando uma mudança repentina nesses dados, juntamente com a proliferação do uso de smartphones. Um estudo anterior, em 2012, também havia sido identificado como o ano em que a propriedade de smartphones passou de 50% nos EUA, o que significa que foi um momento significativo não apenas para estatísticas de saúde mental, mas também tecnologicamente.

A solidão adolescente é skyrocketing- é Tech o culpado?
O que isso significa para sua adolescência?

Escrevemos sobre o impacto do excesso de exposição à tela em adolescentes há muitos anos. Esta geração (Gen Z) é a primeira a ser criada em um mundo cercado de tecnologia, eles são os primeiros a nunca vivenciar a infância sem ela, e assim estamos tendo que aprender com eles os impactos que ela pode ter. À medida que o vício em smartphones aumenta nos últimos 10 anos, os adolescentes passaram menos tempo interagindo pessoalmente e mais tempo nas mídias sociais. Infelizmente, a recusa de alguns adolescentes em usar as mídias sociais não os beneficia como se seus amigos ainda usassem as mídias sociais, eles estarão menos disponíveis para interação presencial e mesmo quando eles estão cara a cara esses telefones podem amortecer o prazer através de 'phubbing'.

A solidão adolescente é skyrocketing- é Tech o culpado?

Por isso, recomendamos encorajar seus adolescentes a se encontrarem pessoalmente. Se você tiver os meios, você pode incentivá-los a hospedar, ou simplesmente facilitar esse contato de qualquer maneira que você puder (como dirigindo-os se eles forem capazes de dirigir sozinhos). Você também pode encorajar seus adolescentes a praticar interações sem telefone, tanto em casa quanto com seus amigos, a fim de tirar o máximo de seu tempo com os amigos, e espero reduzir a solidão a longo prazo.

Veja o artigo original em itstimetologoff.com

READ  Dia Mundial da Saúde Mental 2021: Saúde Mental e Tecnologia

Por It's Time to Log Off

A Time To Log Off foi fundada em 2014 pela empreendedora digital, especialista em ética em tecnologia e autora Tanya Goodin. Tanya se inspirou para criar o Time To Log Off depois de mais de 20 anos trabalhando exclusivamente no mundo online. Ela é uma empreendedora digital premiada: duas vezes finalista do prêmio Empreendedora do Ano e do prêmio Blackberry Outstanding Women in Technology.